17/12/2010

Boas Férias e... Feliz Natal!

Chegámos ao fim do 1º período. Depois do trabalho, o descanso! Aproveita as tuas férias para te divertires, para estares com a tua família e para ofereceres alguns presentes às pessoas de quem gostas. Afinal, estamos no Natal! Ah!, e não te esqueças de ler um bom livro ou de ir ao cinema... cultiva-te!

Gostava, ainda, de agradecer aos leitores do blogue as visitas, comentários e agradecimentos que fizeram durante este ano. Eles dão-me força para continuar com este projecto. Obrigados!

Para terminar, gostava de desejar a todos vós, alunos e visitantes, um ÓPTIMO NATAL, inesquecível! E um ano novo cheio de coisas boas.

10/12/2010

Ortografia - Exercícios com Palavras Homófonas

Exercícios de ortografia, com base em palavras homófonas, que, como sabes, são aquelas que se pronunciam da mesma maneira, mas escrevem-se e têm significados diferentes.
Imprime ou descarrega a ficha e responde às questões que te são colocadas. Bom trabalho!


Acentuação - exercícios (parte 2)

Já aqui coloquei uma ficha de trabalho com exercícios sobre acentuação. Hoje deixo-te uma outra, também com exercícios de acentuação. BOM TRABALHO!




08/12/2010

Ortografia: palavras terminadas em «-se» ou «sse» e «-mos» ou «mos»

Mais uma ficha com exercícios de ortografia, mais concretamente sobre palavras terminadas em «-se» ou «sse» e palavras terminadas em «-mos» e «mos».
Imprime-a e responde às questões que te são apresentadas. Bom trabalho!

Ortografia: palavras terminadas em «esa» e em «eza»

Ficha com exercícios de ortografia: palavras que terminam em ESA ou em EZA. Imprime-a e responde às questões que te são apresentadas. Bom trabalho!


Ortografia: "escreve-se" ou "escrevesse"?

Ficha com exercícios de ortografia sobre quando se deve utilizar "escreve-se" ou "escrevesse". 
Descarrega-a e/ou imprime-a e tenta resolver os exercícios que te são apresentados. Bom trabalho!


07/12/2010

Vídeo "Como se faz uma Banda Desenhada"

Um vídeo que achei bastante interessante sobre a Banda Desenhada e suas características:



Nota:
- se preferires, podes ver um PowerPoint sobre a Banda Desenhada carregando AQUI
- se quiseres, podes descarregar um texto sobre este assunto, carregando AQUI

Orações Coordenadas e Subordinadas - Exercícios (II)

Segunda ficha com exercícios sobre orações coordenadas e subordinadas. Imprime-a e responde às questões que te são apresentadas. Se precisares, consulta este quadro-síntese com as várias conjunções coordenativas e subordinativas. Bom trabalho!

03/12/2010

Conjunções e Locuções Conjuncionais Coordenativas e Subordinativas - Subclasses

Uma ficha com conjunções e locuções conjuncionais coordenativas e subordinativas. Imprime-a, usa-a para realizar os exercícios sobre esta matéria e guarda-a, depois, no teu portefólio. Bom estudo!

Auto-Avaliação da Expressão Escrita

Já aqui publiquei uma ficha com algumas sugestões de temas para produção de textos, pois, como sabem, cada aluno tem de escrever dois textos por período.
Acrescento uma ficha de auto-avaliação da expressão escrita. Imprime-a e, depois de escreveres um texto, não te esqueças de verificar se está conforme o que nela é descrito. BOM TRABALHO!

Ortografia - palavras homófonas e parónimas (exercícios)

Como há muitos alunos que revelam dificuldades ao nível da expressão escrita, disponibilizo esta ficha com exercícios de ortografia.
Imprime-a e responde, depois, às questões que te são colocadas. Bom trabalho!


02/12/2010

As Características do Texto Publicitário

Todos os dias somos "bombardeados" com publicidade. Quer seja na rádio, na televisão, na rua ou nas lojas, por todo o lado há textos publicitários que tentam levar-nos a adquirir um produto (ou a adoptar um determinado comportamento). Por isso, é importante que conheças as características do texto publicitário, para que não te deixes controlar por este tipo de mensagens.





Texto Narrativo - as Categorias da Narrativa (esquema-resumo)

Já aqui coloquei dois powerpoints sobre as Categorias da Narrativa. Para os complementar, aqui fica um resumo, em forma de esquema, sobre esta temática:




Palavras Homófonas, Homógrafas, Homónimas e Parónimas - definição e exercícios

Uma ficha com a definição de palavras homógrafas, homófonas, homónimas e parónimas. Depois disso, alguns exercícios para aplicares correctamente cada uma delas.
Imprime a ficha e responde às questões que te são formuladas. BOM TRABALHO!





Adjectivos - Exercícios de Transformação (I)

Exercícios sobre adjetivos: a partir de uma expressão, terás de indicar o adjetivo correspondente. Bom trabalho!

01/12/2010

Processos de Formação de Palavras


Há dois processos de formação de palavras: derivação e composição


1. DERIVAÇÃO

A derivação consiste na adição de afixos a uma forma de base (palavra já existente).
          Ex: encadernar, semicírculo, pré-escolar, chuvisco

As palavras derivadas podem ser:

Palavras Derivadas por Prefixação – processo de formação de palavras que associa um prefixo (afixo colocado no início da palavra) a uma forma de base.
          Ex: contratempo, antebraço


Palavras Derivadas por Sufixação – processo de formação de palavras que associa um sufixo (afixo colocado no final da palavra) a uma forma de base.
          Ex: florista, brasileiro


2. COMPOSIÇÃO

As palavras compostas resultam da junção de duas ou mais palavras, formando uma única palavra com significado próprio.
As palavras compostas podem ser:


Palavras Compostas por justaposição – as palavras estão ligadas por um hífen. Cada uma das palavras mantém a acentuação própria.
          Ex: abelha-mestra, amor-perfeito


Palavras Compostas por Aglutinação – a nova palavra resulta da união profunda dos elementos que a constituem. Subordina-se a um só acento, o do último elemento.
          Ex: pernalta (perna alta), embora (em boa hora)

No entanto, para além destes, há ainda que ter em conta:


3. NEOLOGISMOS

Neologismos são novos vocábulos que vão sendo criados de forma a dar resposta a novas descobertas, novas realidades, novos hábitos.
O neologismo pode obter-se através de diferentes processos. Eis alguns deles:


Estrangeirismos – palavras importadas directamente do léxico estrangeiro para designar objectos ou exprimir conceitos recentes que surgem na língua.
          Ex: skate, croissant, internet


Abreviaturas – para poupar tempo e espaço, encurtamos vocábulos longos ou de uso frequente.
          Ex: pág. (=página) foto (=fotografia) séc. (=século) metro (=metropolitano)


Siglas – a sigla é constituída pelas letras iniciais de um conjunto de palavras.
          Ex: TAP (Transportes Aéreos Portugueses) GNR (Guarda Nacional Republicana)


Acrónimos – o acrónimo é a palavra formada a partir da junção de uma ou mais letras de várias palavras. Pronuncia-se como uma palavra corrente.
          Ex: óvni (objecto voador não identificado)
               FENPROF (FEderação Nacional de PROFessores)


Onomatopeias – palavras que procuram imitar certos sons ou certos ruídos. Vários verbos e nomes que indicam vozes de animais têm origem onomatopeica.
          Ex: trrim, miau-miau, miar, zás, quá-quá, grasnar

PARA IMPRIMIR ESTE TEXTO, CARREGA AQUI.

28/11/2010

Conto Popular - Teste de Avaliação

Teste de Avaliação sobre Contos Tradicionais. No grupo I, o conto A Bela e a Cobra e respectivo questionário de interpretação global. Há também uma Notícia e o respectivo questionário. No Grupo II, Funcionamento da Língua, encontras exercícios sobre Substantivos e Adjectivos. Imprime o teste e responde, depois, às questões que te são colocadas. BOM TRABALHO




27/11/2010

Lenda "O Milagre das Rosas" - Teste de Avaliação

Teste de Avaliação com base no texto da lenda "O Milagre das Rosas". Imprime-o e responde, depois, às questões que te são colocadas. Bom trabalho!





Lendas de Portugal

Uma colectânea de lendas portuguesas, de diferentes regiões do nosso país. Espero que gostes:

Literatura Oral e Tradicional - questionário de escolha múltipla

Depois de ter colocado alguns textos e powerpoints sobre Literatura Oral e Tradicional (as suas características e os tipos de texto que dela fazem parte), aqui tens um questionário para pores à prova os teus conhecimentos sobre esta matéria. Descarrega-o e responde às questões que te são apresentadas. Bom trabalho!






Literatura Oral e Tradicional - os contos e as lendas (características)

Ficha informativa sobre Literatura Oral e Tradicional, com uma sistematização das características dos contos tradicionais e das lendas
Descarrega este documento e lê-o com atenção. Depois, guarda-o no teu portefólio. Bom estudo!





20/11/2010

Adjectivos: formação e de flexão em grau (exercícios II)

Mais uma vez, uma ficha sobre adjectivos. Nela encontrarás exercícios para identificar adjectivos, transformar substantivos em adjectivos e proceder à sua flexão em grau.
Imprime-a e responde, depois, às questões que te são apresentadas. Bom trabalho!


19/11/2010

Adjectivos - formação e flexão em grau (exercícios)

Ainda sobre os adjetivos, uma ficha com exercícios de transformação e de flexão em grau. Imprime o documento e... bom trabalho!




13/11/2010

Adjectivos: definição e flexão em género, número e grau (ppt)

PowerPoint sobre adjectivos: definição e flexão em género, número e grau. Para ver com atenção.



12/11/2010

Adjectivos - flexão em grau (exercícios)

Exercícios sobre adjectivos e sua flexão em grau. Descarrega/imprime esta ficha e responde às questões que te são colocadas. Bom trabalho!


30/10/2010

Provérbios e Ditados Populares (ppt.2)

Como sabes, da Literatura Oral e Tradicional fazem parte os provérbios e os ditados populares. Neste PowerPoint encontras alguns deles::





Literatura Oral e Tradicional (ppt)

Já coloquei aqui no blogue uma Ficha Informativa sobre Literatura Oral e Tradicional: a sua origem, os tipos de texto que dela fazem parte e as características principais de cada um deles.
No entanto, para completar o teu estudo sobre esta matéria, aqui fica um powerpoint:





NOTA: Para verificares os teus conhecimentos sobre Literatura Oral e Tradicional, podes realizar alguns exercícios interactivos carregando aqui.

16/10/2010

Processos de Formação de Palavras (powerpoint)

Aqui está o PowerPoint que vos mostrei na aula sobre os processos de formação de palavras:




15/10/2010

Processos de Formação de Palavras - exercícios

Para que possas verificar os teus conhecimentos sobre os processos de formação de palavras, aqui tens uma ficha de trabalho. Imprime-a e responde às questões que te são colocadas. BOM TRABALHO!



NOTA:
- podes realizar alguns exercícios interactivos sobre esta matéria carregando AQUI.

10/10/2010

A Notícia - estrutura, características e linguagem

Ficha informativa sobre as características da notícia e a sua estrutura. Descarrega-a, lê-a com atenção e guarda-a, depois, no teu portefólio. Bom estudo!

>

08/10/2010

Os Substantivos Colectivos - exercícios

Descarrega esta ficha de trabalho sobre os substantivos colectivos e responde às questões que te são colocadas. Bom trabalho!






NOTA:
Se quiseres realizar alguns exercícios interactivos sobre esta matéria, carrega AQUI.

07/10/2010

Substantivos: subclasses e flexão em género, número e grau (exercícios)

Vamos estudar os substantivos.
Começa por ver este powerpoint sobre a flexão em género, número e grau dos substantivos. Depois, descarrega a ficha que se segue e resolve os exercícios que te são apresentados. Bom trabalho!






NOTA: Podes, ainda, realizar exercícios interactivos sobre esta matéria, carregando AQUI.

17/09/2010

Ficha de avaliação diagnóstica 2010-2011

Início de mais um ano lectivo!
Depois das apresentações, segue-se a avaliação diagnóstica. Este ano, o teste diagnóstico que dei aos meus alunos foi este:


12/06/2010

O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado (vídeo)

No YouTube, encontrei estes nove vídeos, onde é feita a leitura de excertos da obra O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado, acompanhada por imagens alusivas à história de amor entre o Gato e a Andorinha ! Espero que, assim, fiques a gostar ainda mais desta obra-prima da literatura mundial!



03/06/2010

O escritor João Manuel Ribeiro visita a nossa escola!

image_mini É já amanhã, 4 de Junho, que vem à nossa escola o escritor João Manuel Ribeiro, que nasceu em Oliveira de Azeméis, em 1968.
É licenciado em Teologia e Mestre em Teologia Sistemática pela Faculdade de Teologia do Porto, da Universidade Católica Portuguesa. Recentemente tem-se dedicado à escrita para crianças, acompanhando tal processo com um trabalho de dinamização da literatura em Escolas Básicas do 1.º Ciclo e colégios, quer através de oficinas de escrita criativa, quer através de encontros onde diz poesia. É isso que ele vem fazer à nossa escola.


Nesse sentido, pedi-vos para fazerem um trabalho sobre a vida e obra deste autor. Assim,
- o  trabalho do Tiago e do Diogo pode ser visto AQUI.
- o trabalho da Carolina e da Sandra, pode ser visto AQUI.
- o trabalho do Bruno, pode ser visto AQUI.
- o trabalho da Ângela pode ser visto AQUI.
- quanto ao trabalho da Carla e da Patrícia, continuo à espera (porque será que não estou surpreendido por AINDA não terem entregue o trabalho?)

Para saberem mais sobre os seus livros, consulta ESTE SÍTIO.

31/05/2010

Advérbios de Modo - exercícios

Exercícios com advérbios de modo e outros terminados em "mente": terás de apresentar o advérbio a partir de uma expressão. Bom trabalho


Advérbios e Locuções Adverbiais - subclasses e flexão em grau (ppt)

PowerPoint sobre advérbios e locuções adverbiais: subclasses e flexão em grau. Bom estudo!

 

[ carrega AQUI para veres esta matéria num texto informativo (pdf) ]



30/05/2010

29/05/2010

Advérbios - identificação de subclasses (exerc.1)

Depois de termos visto os advérbios e as locuções adverbiais (subclasses e flexão em grau), deixo-vos alguns exercícios para identificarem as diferentes subclasses dos advérbios e locuções adverbiais. Bom trabalho!



Advérbios e Locuções Adverbiais - subclasses e flexão em grau

O que é um advérbio? E uma locução adverbial? Quais são as suas subclasses? Nesta ficha informativa encontras a resposta a estas perguntas. Aqui encontras tudo o que precisas saber sobre os advérbios e as locuções adverbiais, as suas subclasses e a sua flexão em grau:




. Para realizares um exercício interactivo sobre as subclasses dos advérbios, carrega AQUI

. Para realizares uma ficha de trabalho com um exercício de identificação das subclasses dos advérbios e locuções adverbiais, carrega AQUI.


23/05/2010

O Texto Poético - teste de avaliação

Houve alunos que me pediram para disponibilizar alguns exercícios para irem treinando para próximo teste de avaliação, sobre texto poético. Assim, decidi pôr aqui o teste que os vossos colegas realizaram no ano passado. Resolvam-no e, se tiverem dúvidas, coloquem-nas, (twitter, messenger, comentários...) Bom trabalhoO!




As Classes de Palavras (ppt)

22/05/2010

Provérbios e Ditados Populares (ppt)

PowerPoint com alguns provérbios e ditados populares:

Os Registos de Língua (ppt)

PowerPoint sobre os registos de língua. Bom estudo!



14/05/2010

O Texto Poético – noções de versificação

No texto poético, um «eu» - sujeito poético -  revela os seus sentimentos, as suas emoções e a sua visão do mundo. É, por isso, um texto muito pessoal e subjectivo, em que as palavras  da língua formam combinações surpreendentes, quer ao nível dos sons e dos ritmos, quer ao nível dos significados. O texto poético é rico em figuras de estilo que, por vezes dificultam a sua compreensão.

O verso é a forma privilegiada da poesia, mas alguns textos em prosa têm características do texto poético.

Noções de versificação

* Verso - cada linha do poema. Pode ou não ter sentido completo.

* Estrofe - Conjunto de versos separados por um espaço. 

Classificação das estrofes quanto ao número de versos:
  • monóstico – estrofe com um verso
  • parelha ou dístico – estrofe com dois versos
  • terceto – estrofe com três versos
  • quadra – estrofe com quatro versos
  • quintilha – estrofe com cinco versos
  • sextilha – estrofe com seis versos
  • sétima – estrofe com sete versos
  • oitava – estrofe com oito versos
  • nona – estrofe com nove versos
  • décima – estrofe com dez versos

* Rima - É a terminação semelhante de cada verso, em termos de som.

Há vários tipos de rima:
  • versos soltos ou brancos: versos que não rimam;
  • rima emparelhada: os versos rimam dois a dois (aabb);
  • rima cruzada: os versos rimam alternadamente ( abab)
  • rima interpolada: os versos rimam separados por dois ou mais versos diferentes (abba)
  • rima rica – quando rimam palavras de classes gramaticais diferentes
  • rima pobre – quando rimam palavras da mesma classe gramatical
  • rima toante – quando rimam vogais
  • rima consoante – quando rimam vogais e consoantes

* Métrica - Os versos podem ser medidos quanto ao número de sílabas métricas, que não são sempre iguais às sílabas gramaticais. Quando medes o verso, estás a fazer a sua escansão.

Aqui ficam algumas regras para fazer a escansão:
  • a) a contagem das sílabas métricas é feita até à ultima sílaba tónica do verso;
  • b) quando uma palavra termina numa vogal e a palavra seguinte começa por vogal, faz-se uma elisão, ou seja, as vogais fundem-se numa única sílaba.
Classificação dos versos quanto ao número de sílabas métricas:
  • monossílabo - verso com uma sílaba métrica
  • dissílabo - verso com duas sílabas métricas 
  • trissílabo - verso com três sílabas métricas 
  • tetrassílabo - verso com quatro sílabas métricas 
  • pentassílabo - verso com cinco sílabas métricas 
  • hexassílabo - verso com seis sílabas métricas 
  • heptassílabo ou redondilha maior - verso com sete sílabas métricas 
  • octossílabo - verso com oito sílabas métricas 
  • eneassílabo  verso com - nove sílabas métricas 
  • decassílabo - verso com dez sílabas métricas 
  • hendecassílabo  - verso com onze sílabas métricas 
  • dodecassílabo ou verso alexandrino - verso com doze sílabas métricas 

NOTAS:
1 - Para IMPRIMIRES uma Ficha Informativa sobre este assunto, carrega AQUI
2 - Para completares o estudo desta matéria, consulta este powerpoint!

13/05/2010

Poetas falam de poesia (ppt)

Vamos iniciar o estudo do Texto Poético, por isso decidi mostrar-vos este powerpoint, no qual vários poetas tentam dar uma definição de poesia:



11/05/2010

Falar Verdade a Mentir, de A. Garrett - Teste de Avaliação

Na próxima aula, vais ter teste de avaliação. Para que possas pôr em prática os teus conhecimentos sobre Falar Verdade a Mentir, de A. Garrett, aqui tens o teste que os teus colegas do 8º ano fizeram o ano passado.
Faz o download para o teu computador e aplica os conhecimentos que adquiriste sobre esta peça de teatro! Bom trabalho!




25/04/2010

"Falar Verdade a Mentir", de A. Garrett: o autor, a época e as personagens

Vê com atenção este powerpoint sobre o autor, a época e a caracterização das personagens da peça Falar verdade a Mentir, de Almeida Garrett:





24/04/2010

Funcionamento da Língua - Teste de Avaliação Formativa

Mais uma ficha com exercícios de funcionamento da língua, só que desta vez é para fazeres uma avaliação formativa aos conteúdos já leccionados. Imprime-a e responde às questões que te são colocadas. Bom trabalho!


23/04/2010

"O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá", de Jorge Amado - As Categorias da Narrativa (ppt)

Sobre O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado, aqui fica um powerpoint que achei interessante:




"Falar Verdade a Mentir", de A. Garrett - Questionário de interpretação global (I)

Ficha de trabalho com um questionário de interpretação global da obra Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett.
Imprime-a e responde, depois, às questões que te são colocadas. Bom trabalho!




18/04/2010

Entrevista aos actores de “Falar Verdade a Mentir”, de A. Garrett

Vídeo com uma entrevista aos actores de Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett, na qual falam sobre as personagens que desempenham na peça. Ao falar sobre as suas personagens, acabam por fazer um resumo da peça. Ora vê:

              

               

Breve História do Teatro (ppt)

Para completar o texto Breve História do Teatro, aqui fica um powerpoint sobre o mesmo assunto:




As Características do Texto Dramático (powerpoint e podcast)

Para resumir o que ficou dito no texto As características do texto dramático, vejam este PowerPoint:


13/04/2010

"Falar Verdade a Mentir", de Almeida Garrett - introdução ao estudo da peça

Vamos iniciar o estudo do Texto Dramático. Depois de termos visto uma Breve História do Teatro e  Algum Vocabulário de Teatro, aqui tens dois PowerPoints que servem como introdução ao estudo da peça Falar Verdade a Mentir, de Almeida Garrett, que vamos analisar na íntegra.

POWERPOINT 1 - Falar Verdade a Mentir - Introdução




POWERPOINT 2 - resumo da peça:


NOTA:
podes fazer o download do texto desta peça de teatro carregando AQUI.

21/03/2010

PRONOMINALIZAÇÃO – regras para articulação de verbos com pronomes

Quando juntamos pronomes aos verbos, há algumas regras que temos que ter em conta. Vejamos:
1 – Quando a forma verbal termina em vogal, o pronome não sofre alterações.
      
          ex: Vi o filme. > Vi-o

2 - Quando a forma verbal termina em R, S, ou Z, estas consoantes caem e o pronome pessoal passa a ser: -lo, -la, -los, -las.

          ex: Vou ver o Luís. > Vou vê-lo.
                Tu contas histórias.  > Tu conta-las.
                Ele faz os trabalhos de casa. > Ele fá-los.

3 - Se a forma verbal terminar em  M ou em ditongo nasal (õe, ão), o pronome tomará as formas: -no, -na -nos, -nas.

          ex: Os alunos viram o filme. > Os alunos viram-no
                O João põe o livro na estante. > O João põe-no na estante.

4 – Quando a forma verbal estiver no modo condicional, o pronome coloca-se entre o radical do verbo e as terminações verbais (-ia, -ias, -ia, -íamos, -íeis, –iam). No entanto, como o radical termina em R, este cai e o pronome ganha um L, tomando a forma -lo, -la, -los, -las.

           ex: Eu levaria a bicicleta para a escola. > Eu levá-la-ia para a escola.
                Tu convidarias os teus amigos para a festa. > Tu convidá-los-ias para a festa.

5 - Quando a forma verbal estiver no futuro, o pronome coloca-se entre o radical do verbo e as terminações verbais (-á, -ás, -á, -emos, -eis, –ão). No entanto, como o radical termina em «R», este cai e o pronome ganha um L, tomando a forma -lo, -la, -los, -las.

            ex: Ele entregará a encomenda a tempo. > Ele entregá-la a tempo.
                 Eles pedirão a prenda à mãe. > Eles pedi-la-ão à mãe.

6 – Se a frase estiver na negativa, o pronome vai para antes do verbo, sem sofrer alterações (tal como nalguns casos em que a frase está na forma interrogativa).

            ex: Ele não levou o livro para a aula. > Ele não o levou para a aula
                 Já leste o livro todo?. > Já o leste todo? 

CASOS ESPECIAIS:
Sempre que na frase se encontrem em contacto duas formas de pronome pessoal,  complemento directo e indirecto, elas contraem-se formando uma só palavra (em qualquer tempo verbal).

             ex: Já li o livro. Posso emprestar-to ( te o )
                  Encontraste a peça? Então dá-ma. (me a)

PARA FAZERES DOWNLOAD DESTE TEXTO EM PDF, CARREGA AQUI

SEXTA-FEIRA OU A VIDA SELVAGEM - resumo da obra por capítulos

Aqui têm a correcção do trabalho que vos pedi: o resumo da obra de leitura orientada Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, de M. Tournier, por capítulos.




19/03/2010

Verbos - exercícios de flexão verbal

Para te ajudar no estudo da conjugação verbal, preenche esta ficha, conjugando um verbo de cada um dos temas, em todos os tempos e modos. Bom trabalho!


ACENTUAÇÃO - Exercícios (parte 1)

Para melhorares a expressão escrita, ao nível da acentuação, imprime esta ficha de trabalho e resolve os exercícios que aqui te são propostos. Bom trabalho!




14/03/2010

SEXTA-FEIRA OU A VIDA SELVAGEM - questionário do último capítulo

Chegámos ao fim do estudo desta obra.

Lê o último capítulo e atenta, concretamente, no excerto que começa em «Do alto do pico rochoso, via-se toda a ilha...» e vai até ao final da obra.

1 - A qual dos momentos da acção pertence este excerto?
   1.1 - Identifica os outros momentos de acção, resumindo o que acontece em cada um deles.

2 - Tendo em conta o seu final, como classificas a acção? Justifica.

3 - Retira do texto as expressões que situam a acção no espaço e no tempo.

4 - Identifica os modos de expressão da narrativa que estão presentes neste texto, dando exemplos para cada um deles.
   4.1 - Na descrição da ilha estão presentes sensações visuais e auditivas.
     4.1.1 - Retira do texto exemplos para cada uma delas.

5 -Identifica e classifica, quanto ao relevo, as personagens do texto.
   5.1 - Identifica e classifica, também quanto ao relevo, as restantes personagens da obra.

6 - Caracteriza o estado de espírito de Robinson.

7 - «Sexta-Feira ensinara-lhe a vida selvagem e partira»
   7.1 - Esta situação manteve-se inalterada ao longo da obra? Justifica.
   7.2 - Que acontecimento veio alterar a vida e a relação de ambos?
        7.2.1 - Esse acontecimento teve outras consequências. Quais?
  7.3 - Assim sendo, como classificas Robinson e Sexta-Feira quanto á composição? Justifica.

8 - Atende, agora, ao narrador e classifica-o quanto à presença e quanto à posição.

9 - Identifica as figuras de estilo presentes nas expressões:
   9.1 - «cujos cabelos... tão vermelhos como os seus»
   9.2 - «cujos cabelos... começavam a relampejar»
   9.3 - «a ilha que despertava na bruma»

07/03/2010

Orações Coordenadas e Subordinadas - Exercícios (I)

Exercícios para identificares e classificares orações coordenadas e subordinadas e as conjunções e/ou locuções conjuncionais. Bom trabalho


NOTA:
1 - para responderes corretamente às questões que te são apresentadas, consulta os seguintes textos do blogue:

2 - para realizares um exercício interactivo sobre esta matéria, carrega AQUI.

Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, de M. Tournier – Questionário dos Capítulos XX e XXI

Chegámos a meio da obra de leitura orientada Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, de Michel Tournier
Depois de leres os capítulos XX e XXI, imprime esta ficha de trabalho e responde às questões que te são apresentadas sobre estes capítulos. Bom trabalho!





05/03/2010

SINÓNIMOS E ANTÓNIMOS, HIPÓNIMOS E HIPERÓNIMOS E PALAVRAS HOMÓGRAFAS, HOMÓFONAS, HOMÓNIMAS E PARÓNIMAS

Como sabes, as palavras relacionam-se entre si não só em termos gramaticais, mas também ao nível do significado.
Se, por um lado há os sinónimos e os antónimos, por outro há também os hipónimos e hiperónimos e, ainda, as palavras homófonas, homógrafas, homónimas e parónimas.
Para te ajudar a compreender melhor estes conceitos, imprime esta Ficha Informativa, lê-a com atenção e, depois, guarda-a no teu portefólio. Bom estudo!





O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá - cronologia da acção (ppt)

Powerpoint sobre O Gato malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado:





02/03/2010

Texto Narrativo - As Categorias da Narrativa (ppt)

Depois de, na aula, termos abordado as categorias da narrativa, deixo-vos agora aqui dois  powerpoints sobre esse assunto. Bom estudo!

powerpoint 1:



powerpoint 2:

>

12/02/2010

Conjugação Pronominal - Exercícios (I)

Ficha de Trabalho com exercícios de conjugação pronominal (verbos+pronomes). Imprime-a e responde, depois, às questões que te são apresentadas.

Se tiveres dúvidas, consulta esta Ficha Informativa, sobre as regras da pronominalização - articulação de verbos com os pronomes. Bom trabalho!


09/02/2010

VERBOS - a conjugação verbal

Uma ficha de trabalho para poderes praticar a transformação de frases da voz activa para a voz passiva e vice-versa. BOM TRABALHO!



05/02/2010

Determinantes e suas subclasses - Exercícios

Aqui tens uma ficha com exercícios obre os determinantes e suas subclasses. Depois de responderes às questões que te são apresentadas, consulta as soluções, para corrigires as tuas respostas. Bom trabalho!




NOTA: para realizares alguns exercícios interactivos sobre determinantes, carrega AQUI

29/01/2010

Pronomes - Subclasses (ppt)

aqui coloquei um texto sobre os pronomes e suas subclasses. No entanto, em jeito de resumo, aqui fica um powerpoint sobre esse assunto:




Nota: para completares o teu estudo sobre pronomes e suas subclasses, realiza os exercícios destas fichas de trabalho.

22/01/2010

PRONOMES - identificação de subclasses (exercícios)

Depois de termos vistos os pronomes e suas subclasses, imprime esta ficha e realiza os exercícios que te são propostos. Bom trabalho!





14/01/2010

Sexta-Feira ou a Vida Selvagem - Questionário do cap.II


Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, de Michel Tournier





QUESTIONÁRIO CAP. II


1 – Toma em atenção o primeiro parágrafo do texto:
     1.1 – Transcreve um exemplo de narração;
     1.2 - Transcreve um exemplo de descrição;
     1.3 - Relaciona os exemplos anteriores com os tempos em que se encontram as formas verbais;
     1.4 - Explica a importância do recurso ao adjectivo na descrição.


2 - Faz a localização espácio-temporal da acção.


3 - A certa altura Robinson encontra um bode que, depois, acaba por matar.
     3.1 - Porque motivo o bode não o ataca?


4 - Depois de caminhar algumas horas, Robinson descobre uma gruta.
     4.1 - O que havia na sua entrada? Porque decide não a explorar?


5 – Como é que Robinson descobre que está numa ilha deserta?


6 – Qual é a primeira refeição que Robinson come na ilha?

07/01/2010

Michel Tournier - Vida e Obra

aqui coloquei um texto sobre a vida e obra de Michel Tournier. No entanto, em jeito de resumo, podes ver este PowerPoint sobre a vida e obra do autor de Sexta-Feira ou a Vida Selvagem:




04/01/2010

Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, de M. Tournier - resumo da obra

Vamos iniciar o estudo da obra Sexta-Feira ou a Vida Selvagem, de M. Tournier. Para conheceres a vida e obra deste autor, carrega AQUI:.

Para despertar a tua curiosidade, aqui fica o resumo do livro:


Robinson Crusoe é um inglês, de York, que deixou mulher e filhos para ir estabelecer trocas comerciais entre o seu país e o Chile. Depois de uma longa viagem, vê-se metido numa grande tempestade. Enquanto conversava com o capitão do navio, este foi arrasado pelas águas do mar.
No outro dia, Robinson acorda numa praia de uma ilha deserta. O barco naufragara e ele era o único sobrevivente. Assim, depois de vaguear, decide construir um barco, o Evasão.

Fez várias expedições ao barco naufragado para aproveitar o material. Porém, apercebeu-se que construiu o barco demasiado longe da praia. Sem conseguir levá-lo, renunciou aos trabalhos.
Andou desesperado, ao ponto de ter visões, como a dum barco onde andava a sua irmã. Banhava-se em lama e perdia o sentido da vida. Quando "acordou" do transe, pôs mãos à obra e começou a civilizar a ilha, dando-lhe o nome Speranza.

Encontrou o cão, Tenn, do navio, e praticou as imensas actividades, como se levasse uma vida normal em York ou em qualquer civilização. Organizou uma constituição, cheia de regras e, um dia, descobre indígenas na "sua" ilhas, pois auto-intitulara-se governador. Depois de um ritual de matança entre eles, os índios forma-se embora, deixando Robinson numa ilha selvagem, vivendo como numa civilização.

Cultivou, construiu casas e assistiu a espectáculos do mundo animal. Numa ilha deserta, somente tinha actividades, quase nem descansava. Só reflectia e repousava numa cavidade de gruta descoberta, onde "voltava a ser criança". Até que, de novo, aparecem os indígenas. Desta vez, o condenado escapa e Robinson, num acto de compreensão, ajuda-o a salvar-se. O índio acaba por ficar com Robinson na ilha. Recebe o nome de Sexta-Feira (pois Robinson acolheu-o a uma sexta-feira) e aprende tudo da civilização com Robinson, seu amo e superior. Mas Sexta-Feira não entendia e não queria entender a civilização e Robinson desejava algo mais.

Num dia, ambos fugiram às obrigações: Robinson foi para a pequena gruta e Sexta-Feira divertiu-se com todos os acessórios de Robinson. Quando Robinson voltou, Sexta-Feira, que fumava, provocou uma explosão na casa construída.

Todo o trabalho de Robinson foi destruído. Agora, seguiam uma nova vida, a selvagem. Embora relutante, Robinson apercebeu-se de que se sentia melhor, mais jovem. Considerava o índio como um irmão e juntos exploraram a ilha e a natureza. Fizeram cozinhados exóticos (preparados por Sexta-Feira), jogaram como crianças, imitando-se. A magnificência da Natureza revelou-se e ambos assumiram uma grande amizade. Até Sexta-Feira tinha as suas aventuras.

Entretanto, chega à ilha um navio chamado Whitebird. Assim, Robinson descobre que estava na ilha há 28 anos, 2 meses e 22 dias! Além disso, tinha 50 anos! Porém, embora Sexta-Feira ficasse maravilhado pelo navio, Robinson decide ficar na ilha.

No dia seguinte, Sexta-Feira desaparece, pois refugiara-se no barco. Em troca, Robinson encontra o grumete do Whitebird. Sendo natural da Estónia, Robinson dá-lhe o nome de Domingo, dia das festas, risos e dos jogos.


LinkWithin

Related Posts with Thumbnails